Uma família na cidade de Cairu, no estado da Bahia, tomou uma decisão desastrosa ou abrir o caixão do parente morto, espalhando coronavírus para todos que estavam no velório.

Internado com pneumonia Fernanda Brum teme pela vida do pai. “temos orado pra que essa praga passe”

Segundo informações do jornal Folha de SP, a família estava velando um parente que tinha morrido na última semana. Na declaração de óbito dizia que a morte era por covid-19, mas não acreditando no laudo. Então  resolveram abrir o caixão, contaminando cinco das 12 pessoas que estavam presentes na cerimônia.

Segundo a reportagem, a prefeitura de Cairu decidiu testar todos os parentes e amigos que estavam presentes. Mas diante do caso, encontraram resistência por parte da família, que não aceitava o diagnóstico de morte por conta do coronavírus.

Ao conseguir realizar o teste, no entanto, a contaminação das outras cinco pessoas foram confirmadas.

Diante de tal fato, enfermeiros, técnicos de saúde, psicólogos e assistentes sociais da rede municipal de saúde estão oferecendo todo apoio à família e amigos da vítima.

Em nota, a Secretaria de Saúde disse que lamenta o falecimento e deseja conforto aos familiares nesse momento difícil.