Conecte-se conosco

Assédio

Garota faz denuncia assédio e motorista da Uber é banido da empresa

Publicado

em

Uma Garota de 17 anos da cidade de Viamão, município gaucho da região metropolitana de Porto Alegre, gravou um vídeo e divulgou nas redes sociais, uma suposta conversa com um motorista de aplicativo, onde o mesmo estaria assediando sexualmente.

Após suposta crise no casamento, desejo de Windersson Nunes é revelado

Pastora Cléo Loyola faz revelação sobre a saúde do pai de Zezé de Camargo & Luciano e diz que filhos o abandonaram no hospital

Zilú Camargo faz as pazes com a filha e recebe elogio nas redes sociais

Logo após a exposição do caso, a adolescente procurou a delegacia da cidade e fez um Boletim de Ocorrência contra o motorista da Uber. O vídeo com a suposta conversa foi gravado no último domingo 16, e após a publicação o conteúdo viralizou em todo Brasil e o prestador de serviço foi banido da empresa.

Na gravação o motorista sugere que pode namorar a adolescente, justificando que a vitima não tem 13 anos: ” tú já é responsável”, diz ele.

Ainda no vídeo a jovem foge das investidas do homem, alegando que ele teria idade para ser seu pai e ele retruca dizendo que ” não sou teu pai, eu faria coisas que teu pai não faria”

Antes de finalizar a gravação, o motorista do Uber disse que ficou constrangido e afirmou que estaria brincando. Contudo a estudante divulgou nas redes sociais e alcançou até mesmo famoso do SBT. Como no caso da apresentadora Maísa que usou suas redes sociais.

” Vcs viram os vídeos de uma garota de 17 anos chamada Carolina, sendo assediada pelo Uber? O motorista dizendo que tem idade do pai dela mas faria coisas que um pai não faria… É um soco no estômago ouvir isso. Felizmente ela tomou coragem e denunciou. Até quando?”, disse ela no twitter.

Garota faz denuncia e motorista da Uber é banido da empresa

Após ser denunciado, André Machado também foi para suas redes sociais e disse que tudo não passa de mentira. No entanto, suas alegações não impediram a Uber de bani-lo do quadro prestador de serviço e se pronunciou a respeito do caso em uma nota oficial.

Nota da Uber na íntegra


A Uber considera inaceitável e repudia qualquer ato de violência contra mulheres. A empresa acredita na importância de combater, coibir e denunciar casos dessa natureza às autoridades competentes. A conta do motorista parceiro foi banida assim que a denúncia foi feita.

A empresa defende que as mulheres têm o direito de ir e vir da maneira que quiserem e têm o direito de fazer isso em um ambiente seguro. Todas as viagens com a plataforma são registradas por GPS. Isso permite que em caso de incidentes nossa equipe especializada possa dar o suporte necessário, sabendo quem foi o motorista parceiro e o usuário, seus históricos e qual o trajeto realizado.

Como parte do processo de cadastramento para utilizar o aplicativo da Uber, todos os motoristas passam por uma checagem de antecedentes criminais realizada por empresa especializada que, a partir dos documentos fornecidos pelo próprio motorista e com consentimento deste, consulta informações de diversos bancos de dados oficiais e públicos de todo o País em busca de apontamentos criminais, na forma da lei. A Uber também realiza rechecagens periódicas dos motoristas já aprovados pelo menos uma vez a cada 12 meses.

Desde 2018 a Uber tem um compromisso público para enfrentamento à violência contra a mulher no Brasil, materializado no investimento em projetos elaborados em parceria com entidades que são referência no assunto, que inclui campanhas contra o assédio e podcast para motoristas parceiros sobre violência contra a mulher, entre outras ações. Em novembro, a Uber anunciou um investimento de R$ 5 milhões para continuidade desse compromisso ao longo dos próximos anos.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por ♡𝓑𝓔𝓜 𝓥𝓘𝓝𝓓𝓞𝓢 ♡ (@status__3.0) em



O conteúdo do site é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.



Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending